Projeto

1) CONTEXTO

Este projeto surgiu após detetadas diversas lacunas no que respeita à aprendizagem da língua Inglesa:

a)   falta de conhecimentos de Inglês de uma parte do staff, o que não permitiu a sua participação noutros projetos europeus;

b) interesse manifestado por alunos do 12º ano do Ensino Regular e dos Cursos Profissionais em beneficiar de aulas de Inglês, direcionadas para as suas áreas específicas e técnicas devido a um crescendo número de cadeiras lecionadas em Inglês nas universidades portuguesas e também porque cada vez mais alunos pretendem candidatar-se a projetos de mobilidades europeias;

c) reconhecimento de que a forma mais eficaz de colmatar as necessidades referidas será a aprendizagem precoce,  em contexto e contínua da língua Inglesa.

2) OBJETIVOS

Este projeto tem os seguintes objetivos específicos:

a) desenvolver competências em língua Inglesa em diversos elementos do staff;

b) desenvolver competências em metodologia CLIL em professores de diferentes áreas disciplinares e ciclos de ensino e professores de Inglês;

c) desenvolver a aprendizagem do Inglês nos alunos dos diversos ciclos de ensino do agrupamento (desde o pré-escolar ao secundário) nomeadamente na área do CLIL;

d) desenvolver nos professores diretamente envolvidos na implementação do projeto o aprofundamento de competências em TIC e Gestão de Projetos Europeus, tal como a aquisição de  conhecimentos de sistemas de ensino de reconhecido sucesso na Europa, nomeadamente  no âmbito das boas práticas em CLIL.

3) NÚMERO E PERFIL DOS PARTICIPANTES

Para que todas as escolas do agrupamento possam alcançar o sucesso promovido por este projeto irão participar nas mobilidades 51 elementos do staff, cerca de 18,5% do total do staff.

Existem vários grupo de participantes:

a) diversos elementos do staff com necessidades de desenvolvimento da língua Inglesa;

b) professores de diferentes áreas disciplinares e de Inglês, dos vários ciclos de ensino para aquisição de capacidades na metodologia CLIL;

c) elementos do staff responsáveis pela implementação e sucesso do projeto para aquisição de conhecimentos nas áreas das TIC, gestão de projetos europeus, observação de boas práticas em sistemas de ensino de sucesso na Europa.

Todos os participantes nas mobilidades serão previamente elucidados quanto às atividades de implementação e disseminação previstas no projeto e terão que estar perfeitamente motivados para desenvolver este projeto com sucesso e dar continuidade às boas práticas adquiridas após a finalização do mesmo.

4) DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

Para alcançar o sucesso pretendido serão frequentadas as seguintes atividades:

a) cursos estruturados de Inglês língua estrangeira;

b) cursos estruturados sobre a metodologia CLIL;

c) cursos estruturados no âmbito das TIC, Projetos Europeus e Boas Práticas Europeias;

d) Job-Shadowing em países de reconhecida experiência no âmbito do CLIL;

e) Missão de Ensino num país com experiência reduzida em CLIL, de forma a poder estabelecer-se comparações e disseminar as boas práticas adquiridas a nível Europeu.

5) METODOLOGIA

O projeto irá desenrolar-se em várias vertentes. Haverá uma fase de formação no estrangeiro, mais centrada no 1º ano do projeto. Ao longo do 2º ano do projeto, os vários grupos de participantes irão realizar as atividades de disseminação previstas dentro e fora do agrupamento.

As sete equipas CLIL que irão fequentar os cursos de formação serão as mesmas que ao longo do 2ºano irão desenvolver um trabalho de parceria na implementação do CLIL. Este trabalho será desenvolvido pelas equipas CLIL junto das várias turmas dos professores intervenientes. Assim, em cada período letivo, todos os ciclos de ensino (pré-escolar, 1º, 2º e 3º ciclos e secundário) irão beneficiar da implementação de uma unidade didática aplicando a metodologia CLIL.

6) IMPACTO

O impacto far-se-á sentir a curto e longo prazo dentro e fora do agrupamento. Um número elevado de elementos do staff e de alunos (550)irá melhorar o seu conhecimento de Inglês, fomentando a participação noutros projetos europeus, promovendo um aumento das mobilidades europeias e a aceitação e inclusão do que é diferente.

7) BENEFÍCIOS FUTUROS

As experiências adquiridas no estrangeiro e as boas práticas desenvolvidas no agrupamento no âmbito da aprendizagem do Inglês e do CLIL serão divulgadas junto de toda a comunidade escolar, a nível regional, nacional e internacional , preparando um número elevado de professores para a implementação do CLIL após o fim do projeto. Assim, no futuro um cada vez maior número de alunos irá beneficiar do ensino bilingue. Estaremos, assim, a prevenir o abandono escolar precoce ao fomentar o prosseguimento de estudos a nível superior. Ao beneficiarem do ensino bilingue um cada vez maior número de alunos será preparado para integrar um mercado de trabalho global. Cumpriremos, assim, o nosso objetivo de formar verdadeiros cidadãos europeus e a elevar a nossa instituição a uma verdadeira Escola Europeia a longo prazo.

SERS- o projeto_implementação

 

REFORMULAÇÃO DO PROJETO (Início do ano letivo 2017-2018)

Tendo em conta a redistribuição orçamental possibilitada pela Agência Nacional Erasmus+, foram realizadas alterações ao projeto inicial de acordo com o seguinte:

  • Possibilitar 8 mobilidades para a frequência de Curso de Língua Inglesa nos moldes previstos na candidatura inicial do projeto:

A1 F12 – Reino Unido – 6 dias (5+1) – 8 pessoas do Staff do Agrupamento.

  • Abrir a subtemática «Ferramentas de Apoio à Implementação do CLIL: Colaboração, Supervisão e Inclusão (CSI)», abrangendo 18 mobilidades de um projeto KA1 submetido pelo AESA em 2017, tendo ficado em lista de reserva e que a seguir se justifica.

Após o corte orçamental ao projeto inicial realizado em 2016 foram realizadas 25 mobilidades. As 26 mobilidades acima sugeridas irão completar o número total de 51 mobilidades definidas em sede de candidatura do projeto.

 

SUBTEMÁTICA: Ferramentas de Apoio à Implementação CLIL: Colaboração, Supervisão e Inclusão (CSI)

 

PERTINÊNCIA DA SUBTEMÁTICA

O projeto SPEAK ENGLISH, REACH SUCCESS! encontra-se em fase de implementação da metodologia CLIL. Estando as equipas a trabalhar com uma grande variedade de alunos de vários níveis de ensino, deparamo-nos com a necessidade de recorrer a várias ferramentas de apoio à implementação do CLIL, no âmbito das subtemáticas Colaboração, Supervisão e Inclusão (CSI). Assim, julgamos pertinente incluir uma variedade de ações que irá dar resposta às necessidades identificadas nestas três áreas.

  1. Inclusão e Necessidades Educativas Especiais:

As ações no âmbito das Ferramentas de Apoio visam dar uma resposta adequada às Necessidades Educativas Especiais no sentido da inclusão e consequente sucesso escolar e social. O pessoal docente e não docente depara-se atualmente com um público alvo diversificado com necessidades específicas e nem sempre está apto a responder de forma apropriada a certas exigências, sendo esta uma área chave de formação de todo o staff do Agrupamento (professores e funcionários). Atualmente, o Agrupamento integra cerca de 120 alunos com Necessidades Educativas Especiais nos diversos níveis e ciclos de ensino, (alguns deles integram as turmas a beneficiar do CLIL) pelo que a operacionalização desta metodologia será mais eficaz e inclusiva recorrendo a ferramentas de apoio assentes na Inclusão.

  1. Coaching e supervisão pedagógica:

O investimento na supervisão colaborativa entre docentes, baseada na trilogia supervisão-observação-colaboração entre pares irá coadjuvar o desenvolvimento do projeto SPEAK ENGLISH, REACH SUCCESS! e a implementação da metodologia CLIL e complementar, quer a sua monitorização, quer a avaliação do seu impacto. Desde o ano letivo anterior encontra-se em implementação no Agrupamento o Projeto da «Observisão» que visa a observação das práticas letivas e a colaboração entre pares.

  1. Literacia digital:

Por último, as TIC permitem otimizar a implementação do CLIL melhorando as competências do staff neste âmbito, dotando-os de ferramentas que permitirão um trabalho mais eficaz e abrangente com os alunos em geral, mas sobretudo com os alunos com Necessidades Educativas Especiais.

 

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

Os critérios gerais de seleção para estas mobilidades estão de acordo com o definido no ponto F. da candidatura do projeto SPEAK ENGLISH, REACH SUCCESS!

“Todos os participantes serão criteriosamente selecionados, de forma transparente, para que os objetivos do projeto sejam cumpridos e as necessidades do agrupamento suprimidas.

Privilegiamos uma abordagem transversal que deverá cobrir todas as escolas todo o agrupamento, os diversos ciclos de ensino e uma grande variedade de áreas disciplinares. Assim, a participação de um número elevado (51) e diversificado de elementos do staff em mobilidades de formação variadas e estrategicamente encadeadas, em diversos países da Europa são essenciais para o desenvolvimento das competências necessárias nos participantes para superar as dificuldades identificadas.”

Mantêm-se, ainda, os seguintes critérios gerais de seleção:

-Professores que não tenham participado em mobilidades em projetos anteriores;

-Professores que estejam diretamente envolvidos na implementação do projeto e pretendam desenvolver/aprofundar os seus conhecimentos para a internacionalização da educação e do AESA enquanto escola europeia;

-Preferencialmente professores do quadro do agrupamento;

– Professores da área das Necessidades Educativas Especiais;

– Diretores/tutores de turma;

– Professoras bibliotecárias;

– Funcionárias da Biblioteca;

– Elementos da Direção;

– Professores que integram o projeto de Supervisão Pedagógica – «Observisão»;

– Professores que integrem o projeto de Tutorias do agrupamento.

Sendo que estas mobilidades integram uma área específica de apoio à implementação do CLIL, a seleção dos participantes terá ainda em conta os requisitos e objetivos dos cursos selecionados.

 

DISSEMINAÇÃO

 As mobilidades previstas irão inserir-se no plano de disseminação previsto na candidatura:

APÓS AS MOBILIDADES

Cada grupo de participantes irá disseminar as experiências vividas desenvolvendo as seguintes ações:

-relatório descritivo da mobilidade a ser entregue à Direção do AESA

-relatório informativo para ser publicado nos diversos meios de comunicação do AESA (Newsletter, website do AESA e do projeto, facebook, blogue) e da comunidade (jornal Rostos online, website da CMB)

-exposição fotográfica no espaço Visualmente do AESA.

Ainda,

Apresentação de divulgação no Auditório do AESA a ser realizada pelos seguintes grupos participantes:

-participantes nas mobilidades de job-shadowing e missão de ensino.

 

Dada a especificidade das mobilidades e a sua subdivisão pelas temáticas Inclusão e Necessidades Educativas Especiais, Coaching e Supervisão e Literacia Digital, , irá haver diversos momentos de disseminação distintos:

-Apresentação de divulgação no auditório do AESA subordinada ao tema Inclusão e Necessidades Educativas Especiais.

Publico alvo: Comunidade escolar, especialmente equipas CLIL, professores de Educação Especial, professores tutores, etc.

-Apresentação de divulgação no auditório do AESA subordinada ao tema Literacia Digital.

Público alvo: Comunidade escolar, especialmente equipas CLIL e professores na área das TIC.

-Workshop Coaching e Supervisão.

Público alvo: Professores integrantes do projeto de Supervisão Pedagógica – «Observisão».

Estas temáticas serão, ainda, integradas na Oficina de formação CLIL (2018) validada e acreditada pelo Centro de Formação de Escolas do Barreiro e Moita, e dirigida a professores dos vários níveis de ensino da região prevista em sede de candidatura.

 

Equipa coordenadora do projeto

Arlete Cruz – Diretora do AESAndré
Laura Maria – Coordenadora do Projeto SERS
Rosário Santos – Coordenadora de Projetos do AESAndré

Equipa de apoio à implementação:

Mariana Guerreiro: Website / Informática
Maria João Vieira: eTwinning
Higina Mouco: Apoio linguístico (Inglês)

 

prog_financiado

logos_todos_sers

 

 

Anúncios